Dieta dos 21 Dias

Plantas Que Curam

Jambuaçu

Spilanthes acmella

Assim como o jambú, essa planta possui o princípio ativo espilantol, considerado um analgésico dental natural, muito utilizado na medicina tradicional do passado.

Descrição: Planta da família das Asteraceae, também conhecida como abecedaria, agrião, agrião-bravo, agrião-do-mato, agrião-do-norte, agrião-do-pará, agrião-do-brasil, agriãozinho, botão-de-ouro, erva-de-malaca, jambú, jambú-açú, jambuassú, jambú-assú, jambú-rana, mastruço, pimenta-d'água, pimenteira, pimenteira-do-pará.

Planta anual, suberecta, quase rasteira, considerada uma planta invasora, com propriedades condimentares e aromáticas, muito utilizada no norte do Brasil.

Possui caule prostrado e com ramificação ascendente, com raízes adventícias, de até 30 cm de altura.

Ramos novos cilíndricos ou pouco quadrangulares, dispostos em dicásios, verdes ou com pigmentação acobreada e levemente achatados na região nodal.

Folhas opostas, curto-pecioladas, limbo ovalado ou em forma de losango de base atenuada e margens inteiras ou irregularmente serreadas.

Origem: Ásia e América do Sul, no Brasil nos Amazonas, Acre, Rondônia e Pará.

Parte utilizada: Folhas, capítulos.

Indicações: Afecção bucal e da garganta, cálculos da bexiga, coqueluche, bronquite, fígado, tuberculose.

Princípios Ativos: amidas acetilênicas, lactonas sesquiterpênicas, esteres amirínicos, esteróis, flavonoides, saponinas, triterpenóides, espilantina, afinina, espilantol, fitosterina, colina. Parte aérea: apigenina-7-glicosídeo, apigenina-7-neohesperosídosídeo, quercitina-3-glicosídeo, rutina.

Propriedades medicinais: analgésica tópica, antigripal, antiespasmódica, antiasmática, antianêmica, antidispéptica, anti-inflamatória, antiescorbútica, béquica, carminativa, cicatrizante, desinfetante, digestiva, emenagoga, estimulante, estomáquica, excitante, febrífuga, narcótica, odontálgica, sialogoga.

Contraindicações/cuidados: o extrato aquoso induz contrações abdominais e o extrato hexânico provoca convulsões tônico-crônicas e morte.

Modo de usar: infusão, decocção, sumo, masticatório.

Bibliografia:

BARROS, José Flávio Pessoa de. A floresta sagrada de Ossaim: O segredo das folhas - Pallas Editora, 2015.

BARBIERI, Samia Roges Jordy., Biopirataria e Povos Indígenas - Leya, 2014.

LORENZI, Harri, Francisco José de Abreu Matos., Plantas medicinais no Brasil: nativas e exóticas - Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2002. ISBN 85-867414-18-6. Página 134.

SOUZA, Hermínio C. de, Mara E. M. Braga, Alejandro Sosnik., Biomateriais aplicados ao desenvolvimento de sistemas terapêuticos avançados - Imprensa da Universidade de Coimbra / Coimbra University Press, 2015.

Ouça ou compre boas músicas nos serviços de abaixo:

Ouça boas músicas na Amazon Compre boas músicas na Apple Music OUça boas músicas no Deezer Ouça boas músicas no Google Play ImmubOuça músicas alternativas no Palco MP3 Ouça artístas alternativos no SounCloud Ouça Boas Músicas no Spotfy Ouça Rádios no Tunein Ouça Tudo no Youtube


Copyright © 2018-2019 @ Heitich Media Digital

318 798